Ômega 3 pode tratar a síndrome do olho seco

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O consumo do neuronutriente ômega 3 DHA ajuda comprovadamente a melhorar a saúde ocular

Omega 3_imgA síndrome da disfunção lacrimal, popularmente chamada de síndrome do olho seco, é um problema que afeta milhões de brasileiros. A doença é provocada por alterações na composição ou produção das lágrimas, que prejudicam a lubrificação da área. Um forte aliado da saúde dos olhos, que beneficia inclusive quem sofre desse problema, é um tipo específico de ácido graxo ômega 3, o DHA (ácido docosahexaenoico).

"A secura ocular traz consequências desagradáveis e pode se gravar para doenças mais sérias. Os sintomas mais comuns são vermelhidão, coceira, sensação de areia nos olhos e sensibilidade à luz. "Uma das principais causas para esse ressecamento e consequente irritação crônica dos olhos é a deficiência de ômega-3, especialmente do DHA", afirma a Dra. Maria Inês Harris, consultora científica de OmegaPURE.

E é justamente no equilíbrio da gordura da lágrima que o DHA pode atuar. "O ômega 3 DHA é um forte aliado da saúde ocular. Diversos estudos indicam que os ácidos graxos protegem os olhos de adultos de degeneração macular e da síndrome do olho seco", continua a Dra. Harris.

Essas gorduras essenciais ao nosso organismo ajudam a drenar corretamente o fluido intraocular dos olhos, diminuindo, inclusive, o risco de pressão alta nos olhos e até glaucoma. Quando ingerido durante a gestação, o DHA traz ainda ais benefícios. "Esse nutriente atua nas proteção das células nervosas que estão se formando no cérebro do bebê durante a gravidez. Essas células nervosas são responsáveis por formar a retina, melhorando a acuidade visual em bebês e crianças", explica a especialista.

OmegaPURE DHA é o suplemento com a maior concentração e alta pureza de ácidos graxos ômega 3 DHA já registradas no Brasil. Além do teor superior a 90%, a linha OmegaPURE apresenta zero colesterol, zero gorduras saturadas e zero gorduras monoinsaturadas. A tecnologia gastrorresistente, aplicada à menor cápsula do mercado, assegurando um maior conforto gástrico porque impede refluxo com odor de peixe – uma queixa bastante comum de quem consome ômega 3 em cápsulas convencionais. As cápsulas de tamanho reduzido são de fácil deglutição, permitindo seu consumo de forma confortável também por crianças e idosos.

Dieta ou Suplementação? – Uma das maneiras de se ingerir o Ômega 3 com DHA é consumindo peixes de água fria. Porém, é sabido que o brasileiro consome pouco peixe, em média 9 quilos de pescado por ano, quando o ideal, segundo a Organização Mundial da Saúde, são 12 quilos. Além disso, é bem comum que o alimento saudável passe de mocinho a vilão, caso o peixe esteja contaminado com metais pesados. Por isso, uma boa saída é a suplementação.

  • Canal Dicas Mulher

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation