Livro investiga contribuição do Tinder na vida afetiva e sexual da mulher brasileira

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Escrito por duas psicólogas, “Tinderellas: o amor na era digital” traz uma análise sobre o impacto dos aplicativos nos novos relacionamentos

PrintO que dizer dos aplicativos que ajudam as pessoas a encontrar sua cara-metade? O cupido virtual, de fato, funciona? Nos Estados Unidos, um terço dos casamentos recentes teve a participação dessas ferramentas. Estima-se que o popular app Tinder tenha hoje mais de 100 milhões de perfis cadastrados.

Intrigadas pelo fenômeno do amor na era digital, as psicólogas Lígia Baruch de Figueiredo e Rosane Mantilla de Souza realizaram uma profunda análise sobre o universo dos relacionamentos iniciados por meio de aplicativos de celular. O resultado é o livro Tinderellas, recém-publicado pela editora Ema Livros.

Além de buscar referências em diversos estudos científicos sobre o tema, as autoras ouviram as experiências de paquera virtual relatadas por mulheres brasileiras acima de 35 anos. As entrevistadas foram apelidadas de Tinderellas – numa esperta fusão dos nomes do app e da personagem do conto de fadas, famosa por ter encontrado o príncipe encantado.

O livro agrada tanto ao público feminino, que se identifica com as falas das usuárias do aplicativo, como a pesquisadores e estudiosos, em busca de análises confiáveis sobre as novas formas de relacionamento na era digital. Baseada numa pesquisa de doutorado defendida na PUC-SP, a obra evidencia o quanto o Tinder – e outros apps semelhantes – contribuíram para mudar a forma como a mulher brasileira encara os relacionamentos iniciados na esfera virtual.

 

Algumas revelações da pesquisa:

Com o uso dos apps, o público feminino pode assumir comportamentos sexuais mais ativos e revolucionários;

Mais do que um simples “match”, o app favorece a revelação de intimidades entre o casal que geralmente só apareciam depois do primeiro beijo;

O livro descreve três Tinderellas típicas: a Poderosa, a Romântica e a Antropóloga (e inclui um teste para a leitora saber com qual delas mais se identifica);

Revela também três estilos de uso: curioso (um estágio inicial, quando ainda se está em dúvida sobre as possibilidades de uso do aplicativo); recreativo (quando o app é encarado mais como diversão); e racional (quando o objetivo é encontrar um marido);

Para o público LGBTX, aumentaram as chances de encontrar uma parceria;

A mulher tende a encarar a rejeição de forma menos dolorosa no espaço virtual;

Ela acredita que a probabilidade de encontrar alguém “com qualidade” aumenta em função do grande número de usuários cadastrados;

Por questões culturais, os homens ainda tendem a tomar a iniciativa de conversa mais do que as mulheres;

Mulheres mais seguras e menos ansiosas tendem a ser mais bem-sucedidas nas buscas;

O uso da “razão” sempre esteve presente nas escolhas amorosas românticas, porém se tornou ainda mais evidenciado na era digital;

Para compreender esse novo cenário amoroso é preciso abandonar antigos conceitos, que valorizavam mais a duração do que a satisfação nos relacionamentos.

 

Tinderellas

O amor na era digital
Autoras: Lígia Baruch de Figueiredo e Rosane Mantilla de Souza
Formato: 24 x 17 cm
Papel: Pólen Soft
Nº de páginas: 175
Peso: 330g

ISBN: 978-85-67695-07-5
Preço: 59 reais (oferta de lançamento: 45 reais, válida apenas no site da editora)
Prefácio: Regina Navarro Lins, psicanalista e escritora
Editora: Ema Livros
À venda no site da Ema Livros e na Livraria Cultura.

 

As autoras

Lígia Baruch de Figueiredo é psicóloga clínica com mais de 24 anos de prática em atendimentos a jovens e adultos. Especialista em diversas abordagens psicocorporais e sistêmicas. Mestre e doutora em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Estudiosa das relações amorosas contemporâneas a partir de um olhar crítico de gênero, colaborando como especialista em diversas revistas, programas de tevê e sites sobre o tema.

Rosane Mantilla de Souza é professora titular do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da PUC-SP, psicóloga clínica, docente, pesquisadora e orientadora de pesquisa, principalmente sobre relacionamento amoroso e diversidade de famílias na atualidade.

A editora

Fundada em 2014, a Ema Livros publica livros de mulheres e para mulheres. Aposta em autoras brasileiras e estrangeiras – em geral ainda desconhecidas do grande público –, que têm em comum um olhar inovador para importantes temas do universo feminino. À frente da editora, com sede em São Paulo, estão a jornalista Luciana Benatti e a linguista Luciana Carvalho. Tinderellas: o amor na era digital é a primeira incursão da editora no tema de relacionamentos. A exemplo de outras editoras da cena independente, a Ema Livros vende prioritariamente pela internet. Também estão disponíveis em livrarias selecionadas, como a Livraria Cultura.

  • Mulher em Foco

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation