Combinação de boa alimentação e atividade física potencializa resultados e melhora qualidade de vida

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

exercicios_labimg_670_410_1_materia-aquaticSer fitness nunca esteve tão na moda. Com o aumento de pessoas conectadas à internet e interagindo nas redes sociais, a disseminação de informações sobre alimentação, saúde, atividades físicas se expandiu e cada vez mais pessoas estão preocupadas em adquirir hábitos mais saudáveis. Este é um avanço significativo a favor da melhoria da qualidade de vida, já que a combinação de boa alimentação com atividade física constante é capaz de prevenir um grande número de doenças e proporcionar a longo prazo, um envelhecimento mais leve e sadio.

Saber dos benefícios dessa junção de boa alimentação e treinos levou a nutricionista Kátia Helen Mazziero a se especializar também em educação física, ainda durante a faculdade de nutrição. “Sentia a necessidade de entender de treinamento para que a prescrição dietoterápica ficasse melhor, então iniciei os estudos em Educação Física juntamente com meu 3º ano de Nutrição. Tenho a certeza de que nenhuma das áreas caminha sem a outra” explica Katia que além das duas faculdades, é pós-graduanda em suplementação esportiva e em treinamento, cinesiologia e treinamento físico.

Para a nutricionista e educadora física, a evolução fica muito mais difícil quando um desses aspectos não funciona. Aqueles que treinam e descontam na alimentação não atingem o objetivo na velocidade que poderiam, assim como acontece com aqueles que seguem um planejamento alimentar e deixam de lado a rotina de atividades físicas. “A vantagem de ter as duas formações é conseguir entender o que está acontecendo com aquele paciente de acordo com a periodização do treino dele, sendo possível adequar melhor o planejamento alimentar para que ele possa responder melhor aos exercícios”, conta Katia.

A elaboração de um cardápio de reeducação alimentar deve levar em consideração a rotina do paciente, sua condição financeira, as preferências e objetivos. “As pessoas acham que comer pouco é sinônimo de emagrecimento, ou que ficar horas no exercício aeróbio é o que as ajudará a emagrecer, mas mais que isso, o maior erro está em achar que apenas o número que a balança indica é o que importa”, esclarece a nutricionista.

Associar um planejamento alimentar à prática de exercício físico potencializa os resultados tanto da dieta como do treino, além de proporcionar melhora da qualidade de vida e saúde do paciente. Fazer exercícios, além de prevenir e auxiliar no tratamento de doenças metabólicas, cardiovasculares, neurológicas e até respiratórias, ainda atua no bem-estar seja por liberar endorfinas, seja pela maior sociabilização, seja pela melhora da auto- estima. “Devemos pensar mais na prevenção das doenças do que em remediar os problemas que os maus hábitos trazem para a nossa saúde. Uma boa alimentação acompanhada de uma rotina de exercícios adequada, é a saída para quem quer emagrecer, ganhar massa ou simplesmente ter uma boa qualidade de vida”, finaliza Katia.

  • Mulher em Foco

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation