A relação entre a alimentação e a saúde capilar

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O médico tricologista João Gabriel Nunes explica o quanto a alimentação influencia na saúde dos fios e do couro cabeludo.

calvície na mulherCerca de 2 bilhões de pessoas do mundo todo sofrem com problemas de calvície e queda dos cabelos. O número alto, apresentado pela Academia Americana de Dermatologia, é devido aos diversos fatores que prejudicam a saúde dos fios, como procedimentos capilares estéticos em excesso, estresse, ansiedade, pré disposição genética, dormir com o cabelo molhado, banhos com alta temperatura, uso frequente de boné e xampu com o ph incompatível com o couro cabeludo do indivíduo.

Porém, segundo o médico João Gabriel Nunes, especialista em tricologia, ramo da medicina que estuda os cabelos, um dos motivos recorrentes é a falta ou excesso de alguns nutrientes que atrapalham a saúde do couro cabeludo ao interferirem no ciclo de vida do cabelo. “Indivíduos que não se alimentam de forma adequada causam deficiência de alguns nutrientes para o organismo, principalmente quando a alimentação é pobre em proteína. A ausência desses nutrientes é um dos principais fatores que motivam a queda dos fios”, explica o especialista.

Os alimentos podem ajudar na nutrição e hidratação dos cabelos não só ao ingeri-los, mas ao serem colocados nos fios também. Um exemplo é o vinagre de maçã, que quando aplicado, além de hidratar e dar brilho para o cabelo quando estão secos e ressecados, é capaz de reduzir pontas duplas e ajudar nos tratamentos contra caspas e dermatites no couro cabeludo. O vinagre ainda ajuda na digestão da proteína, e por deixar o couro cabeludo saudável, devido aos seus benefícios, auxilia também no crescimento dos fios. Lembrando que para a aplicação de alimentos, uma análise prévia feita por um especialista é sempre necessária, pois o uso excessivo do vinagre pode ser prejudicial. O alecrim é outro alimento que quando aplicado ao couro cabeludo pode trazer vantagens para o indivíduo ao diminuir a queda do cabelo, pois ajuda na circulação sanguínea.

Leguminosas como feijão e lentilha, quando combinadas ao arroz, resultam em uma mistura de proteínas que dão origem a queratina, principal componente de fortalecimento dos cabelos. “A ingestão regular desses alimentos protegem o fio da queda”, complementa Nunes. Ainda para quem busca a tonificação dos fios, alimentos ricos em magnésio, como os frutos do mar, são importantes para formação de proteínas ricas que fortalecem os cabelos. Já para evitar fios opacos e quebradiços, os alimentos indicados são os ricos em cálcio, como leites e derivados. 

Além dos alimentos, a ingestão de suplementação alimentar de vitamina C pode auxiliar na busca pela recuperação da estrutura capilar, porque protege os fios das agressões diárias que os cabelos enfrentam, como a poluição e a radiação solar, ajudando na remoção de moléculas que danificam a estrutura dos cabelos. Porém, ao mesmo tempo que pode ser usada contra a queda dos fios, o consumo de alta quantidade pode ser tóxica para o organismo, pois em excesso pode promover danos no sistema digestivo, alterando a ação de diversos medicamentos. Por isso é sempre necessária a orientação de um profissional qualificado para indicar o procedimento adequado e a quantidade.
Ademais, o cuidado com o corpo todo em si também tem grande importância na relação com a saúde capilar. Manter o corpo hidratado ao consumir bastante água, ajuda na hidratação não só da pele, mas dos fios também. 

Por fim, o médico explicou que a alimentação variada e “colorida” é suficiente para suprir as necessidades nutricionais do cabelo, e listou outros alimentos essenciais que colaboram com a saúde das raízes dos cabelos. “Frutas da cor vermelha, castanhas, nozes, espinafre, ovos, iogurte, carne vermelha,  peixes,  blueberry e frutas ácidas”, completa o doutor.

Nutrição e transplante capilar
O transplante capilar, método favorito de pacientes que sofrem de calvície,  consiste na retirada dos fios um a um da área doadora, parte lateral e posterior da cabeça, e colocados nas áreas calvas. Por ser artesanal e deixar um aspecto harmônico, o transplante respeita a densidade e a angulação das hastes capilares, pois a técnica F.U.E deixa uma aparência mais natural. Outra grande vantagem desta técnica é que os fios implantados não cairão mais, pois são geneticamente protegidos contra a queda.

De acordo com o especialista Nunes, após a implantação dos fios alguns alimentos devem ser evitados, como os que possuem alto teor de glúten e carnes-secas de origem suína. “ Esses dois alimentos atrapalham o processo natural de inflamação, o que dificulta o processo de cicatrização”, explica o doutor.

Sobre Tricologia

Originada na Inglaterra em 1902, a tricologia é o ramo da medicina que estuda os cabelos, pelos e os problemas relacionados a eles. Visto como uma moldura do rosto, os cabelos são considerados uma característica marcante do indivíduo e importantes para autoestima, pois transmitem a imagem desejada à sociedade. Com o propósito de solucionar problemas capilares, os profissionais da área buscam inovar com tratamentos clínicos diferenciados e, dependendo do caso, procedimentos cirúrgicos.

https://www.facebook.com/centromedicocapilar

 

  • Mulher em Foco

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation