4 dicas de educação financeira para as crianças

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

moneybox-158346_960_720Mesmo sem receber mesada, muitas as crianças ganham, de vez em quando, algum dinheirinho dos pais, avós, padrinhos, como um presente ou até mesmo prêmio por alguma conquista.
 
A educação financeira, apesar de básica, geralmente é um dos assuntos mais delicados no contexto familiar. Ensinar desde cedo as noções de certo e errado e estimular que os pequenos façam as suas escolhas com responsabilidade, pode ser uma tarefa desafiadora.

Conheça quatro dicas de Deyse Ford Racy Haddad, diretora da Tiny People Bilingual School, de como transformar essas situações do dia a dia em oportunidades para ensinar os filhos a lidarem com dinheiro.
 
Apresente o hábito de poupar na rotina diária. É importante incentivar as crianças, desde bem pequenas, a pouparem desde um simples lápis de cor até mesmo a água que sai da torneira. Aos poucos, é possível introduzir a noção de dinheiro e ensinar que poupar é guardá-lo em algum lugar bem seguro. Para isso, ofereça um cofrinho para a criança.
Que tal um porquinho? É importante que seu filho participe da escolha do cofrinho dele! Seja uma caixa decorada, uma lata colorida, ou o bom e velho porquinho. 

A participação ativa das crianças, desde o início de qualquer projeto, é a regra básica para conquistar o engajamento delas. O cofrinho é a representação mais simples e concreta que as crianças têm do conceito de juntar dinheiro e é uma ferramenta útil no pro cesso de aprendizado.

A poupança pode começar a ser feita guardando metade do que se ganhou. Aos poucos, seu filho vai se sentir motivado a colocar um pouquinho a mais dentro do porquinho.

Determinando metas. Não é nada fácil distinguir coisas que precisamos daquelas que apenas queremos comprar. Escolher e determinar como o dinheiro economizado pode ser gasto, como num brinquedo especial, numa viagem, num passeio, pode ser um forte aliado e motivação extra nessa tarefa. Adquirir brinquedos, doces, figurinhas é gostoso e divertido. Porém, algumas vezes, a criança pode se arrepender.

Ajude seu filho a pensar no melhor destino para o dinheiro. Caso ele queira mesmo comprar algo que você não considere tão útil, deixe. A experiência vai ajudar seu pequeno a entender a importância de pensar antes da escolha final para usar bem suas ricas moedinhas.
 
Segundo a diretora da Tiny People, neste processo, o grande objetivo é que as crianças aprendam a dar valor ao que têm e a conhecer os limites dos gastos.
 
“Quem poupa tem. Esta velha frase, que por muitas vezes ouvimos das pessoas à nossa volta, pode se transformar em um slogan direto e divertido de uma bela campanha que mostre que gastar é bom, mas poupar é melhor ainda”, finaliza Deyse.
 
Tiny People – www.tinypeople.com.br 

  • Mulher em Foco

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation