Cardápios personalizados para seu organismo

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

cardápio_1181375A proposta da clínica é avaliar alimentos que causem desconfortos no paciente mesmo que ele não saiba indicar quais são – e por isso essa avaliação se dá por um exame de intolerância – e reformular os cardápios de acordo com o resultado e com o objetivo de cada paciente. Assim, é possível criar dietas bastante personalizadas e mesmo que o objetivo seja comum a dois pacientes – como emagrecer ou ganhar massa muscular, por exemplo – cada um terá o seu cardápio com base no teste de intolerância.

Na avaliação de Mauro Albuquerque, nutrólogo da clínica de medicina esportiva M. Albuquerque, a sensibilidade em alguns alimentos é mais comum do que se imagina. "Existem diversos sintomas crônicos que podem ser tratados pela eliminação de alimentos dos quais o paciente apresenta uma hipersensibilidade. Com essa tecnologia conseguimos testar mais de 200 antígenos testando todas as quatro subclasses de IgG (1,2,3,4) para diagnosticar se há de fato uma reação imunológica a algum alimento, para depois iniciar um tratamento específico", conta.

O acompanhamento envolve uma mudança de hábitos, onde os alimentos que acusam ter uma reação hipersensível para o paciente, possivelmente podem ser os ocultos causadores de diversos sintomas e funcionarem como dificultadores para atingir os objetivos. "Com o diagnóstico em mãos elaboramos um planejamento excluindo alimentos que apresentam altos níveis de reação. 90% dos pacientes que apresentaram hipersensibilidade no exame mostraram melhoras significativas de sintomas de desconforto após essa metodologia, principalmente aqueles que apresentam hipersensibilidade em mais de um alimento", constata Albuquerque.

Esta nova tecnologia para pesquisa de intolerância alimentar disponível na M. Albuquerque é fruto de uma parceria com a INSIDE DIAGNÓSTICOS e a EUROIMMUN, empresa alemão líder mundial em imunologia. Aprovado pela ANVISA em 2017, e diferente de outros exames de intolerância alimentar ofertados no mercado, este diagnóstico consegue mediar as quatro subclasses de IgG (1,2,3,4). Além dos sintomas citados, a hipersensibilidade em alimentos também podem causar disfunções gastrointestinais, doenças inflamatórias da pele, síndrome da fadiga crônica, constipação, diarreia, retardar o emagrecimento e até piorar o quadro de autismo em autistas.

O teste EUROLINE-FOOD pode testar até 216 dos principais alimentos ingeridos em nosso dia a dia, como cevada, glúten, carne bovina, arroz, frango, leite de vaca, gema de ovo, batata, cebola, feijão, maçã, banana, morango, melancia, avelã, camarão, bacalhau, entre diversos outros.

  • Canal Dicas Mulher

  • O Guia de Compras Dicas Mulher é segmentado, e os anúncios agrupados nas seguintes seções:
    - Artes & Decoração
    - Beleza & Estética
    - Comer & Beber
    - Festa, Lazer & Turismo
    - Moda & Pres Sobre nós

    Últimos Mulher em Foco



    Dicas Mulher © Copyright 2015, Todos Direitos Reservados

    Desenvolvido por Invation